quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Coisas que me arrepiam o mais pequeno pêlo do meu corpinho

Coisas nojentas. Pessoas porcas.
Epá, não me dou bem com o nojo, é a vida.

Então ontem ia no comboio, em pé e sem vontade de ler. Portanto ia a praticar a arte de "olhar para os outros discretamente" para passar o tempo. E logo no instante em que olho para uma senhora... perdão, vou refazer a frase. E logo no instante em que olho para uma mulher ela vai à mala e saca de.......... uma lima! (Das unhas, não o fruto). E eu penso (oh inocência que aqui habitas) "coitada, deve ter uma ponta solta e vai limá-la para não partir...".

O meu mundo é lindo, não é?

Pois que não, não era uma ponta solta. A dita pega na lima e com a ponta da mesma... blarrggg, começa a tirar a caca debaixo das unhas. Isto, meninos e meninas, para mim é uma nojeira. E pior é que me remonta ao tempo de estágio em que o Chefão fazia o mesmo, com uma faca, uuhhhhhhhhgggggggg!!!!!!!!

Não gosto e era incapaz, aliás, se por acaso trabalhasse em qualquer coisa que sujasse as mãos/unhas o que faria era ir à casa de banho e aí sim, limpar. Se não tivesse tempo de ir à casa de banho, metia as mãos nos bolsos e ponto final.


4 comentários:

L' Amoureuse disse...

Realmente, existem coisas que são para fazer na privacidade. Ca Nojo

Katy disse...

LOOOOL que manias meu deus!

Cláudia disse...

Por acaso nunca reparo nas pessoas..
A não homens e polícias jeitososo =P

Não mas a sério, nunca reparo mesmo pois estou sempre no meu mundo...

Mas sim, isso é nojento!

Beijocas

Devaneios.de.mestra disse...

Há algum tempo que não ando de autocarro, mas havia uma senhora que vinha sempre no mesmo autocarro que eu que uma vez por semana cortava as unhas no meio de toda a gente. Só de ouvir o barulho do corta unhas ficava arrepiada.. ;)