terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Época de aproveitamentos

Fevereiro, um bocado como Janeiro, é um mês de contenções. A ida ao Porto deixou-nos um buraco no bolso (mas foi tããão fixe e valeu tanto a pena) e portanto este mês temos que andar com juizinho para não haver gastos extras.

Se há coisa em que não gosto de poupar é na comida (vá e na saúde). Depois das compras feitas do mês, sobraram uns trocos que têm aguentado estoicamente na conta. E sobrou o saldo do cartão Continente.

Entretanto comecei a remexer no congelador e anotei num cadernito as "sobras" que andavam por ali. No meu congelador habitam centenas de caixas, caixinhas, caixetas. Umas com refeições em doses individuais para levar para o trabalho e outras com coisas que sobram e que para não irem para o lixo vão ficando por ali perdidas à espera do dia em que voltam a ver a luz do Sol (ou neste caso, a luz da chama do fogão/forno).

No fim de semana decidi que tinha que gastar pelo menos todas as coisas de carne - frango que estavam ali.
Então tínhamos: um peito de frango congelado no caldo em que foi cozido (foi enfiado no congelador à pressa, no dia em que fui para a terrinha passar o Natal e a caixa nem tampa tinha. Tinha outras coisas por cima empilhadas. Enfim, digamos que ainda bem que a ASAE não vem cá a casa, eheheh); Uma mini-mini-micro caixinha com um resto de molho de frango assado que comprámos num dia de preguiça, da melhor churrasqueira da cidade e que não era muito mas é delicioso e deu-me pena deitar fora (era p'raí uma colher de sopa); A sogra mandou duas alheiras que foram fazer companhia às 6 que comprei na feira da Alheira no Porto; Uma caixa de massa filo que comprei.... sei lá, no ano passado ou assim, em que fiz uns pastéis e enfiei a massa no congelador no dia em que fui de férias de Verão para a terrinha (nota-se aqui um denominador comum entre comidas congeladas e férias na terrinha...);

Pus tudo a descongelar no Sábado de manhã. À noite, quando cheguei a casa pus mãos à obra. Comecei por aquecer farinha e manteiga como se fosse fazer molho branco, mas em vez de leite juntei o caldo do frango. Desfiei o frango, retirei a pele à alheira e juntei tudo lá dentro, mais o molho que sobrou da churrasqueira. Mexi com vara de arames e deixei cozinhar. Entretanto untei forminhas com manteiga e fui "vestindo-as" com a massa filo. Depois foi só recheá-las, fechá-las e irem ao forno. Nhami. Como sobrou massa e não dava para voltar a congelar fiz umas caixinhas abertas, cozeram e foram recheadas com sobras de creme de pasteleiro e morangos que sobraram do S. Valentim. Bem bom.

Entretanto ainda continuo com sobras no congelador. Uma caixa com uns medalhões de peixe que foram assados no forno mas que na altura me enjoaram um bocado e congelei para enfiar mais tarde numa caldeirada qualquer. Uma caixa com um restinho de queijo ralado. Uma caixa com 6 claras dos ovos do creme de pasteleiro. Uma caixa com molho que acho que foi de uma vez em que fiz salsichas com couve (adoro!!). Uma caixa com duas beringelas recheadas que por mais que tente, nunca tenho vontade de descongelar e comer. E mais caixas que ainda não tive coragem de ver o que têm (só na Sexta é que vou fazer isso).

Hoje planeei almoçar cougettes recheadas com atum (adooooroooo, comia todos os dias se pudesse!). Estou ali a mexer o interior das cougettes e a pensar que da última vez tinha uns miolitos de gambas e que tinha posto e que desta vez não tinha nada para acrescentar. Quer dizer tenho ali delicias do mar... mas eu não gosto muito de delicias (foram compradas mais para o senhor e para o paté-mais-maravilhoso-do mundo-o-da-Cláudia)... Epá... mas tenho ali aqueles medalhões congelados... oh.... se ao menos os tivesse descongelado ontem.... que se lixe, tumba, para dentro da frigideira, lume baixinho e toca a descongelar. Como a cougette larga muita água, aquilo foi derretendo com o vapor. Quando estavam descongelados juntei o atum, polpa de tomate e depois de rechear as cascas lembrei-me do resto do queijo ralado. Lá o tirei da caixa e polvilhei por cima. E só vos digo, estava de chupar os dedos! Até as cascas comi todinhas (às vezes faço-me de desentendidas e como o recheio apenas.... eu sei, sou como os miúdos).

Por isso meus caros leitores e leitoras, no aproveitar está o ganho. E às vezes andamos a acumular sobras e mais sobras e às tantas acabamos por deitar fora porque "já ali está há alguns anos" ou porque "não sei o que fazer com aquilo" e não pode ser. E se não souberem o que fazer com as sobras é simples, aqueçam-nas com azeite e cebola, juntem polpa de tomate e cozam massa/arroz. No fim juntem tudo e deliciem-se.

6 comentários:

Tal mãe, tal filha disse...

E eu achava que juntava sobras no congelador...mas também nunca deixo muito tempo porque depois acho que já não me sabe bem e acabo por desperdiçar.
É assim mesmo, temos que aproveitar e inovar, acabam por sair receitas novas e por vezes ainda melhores do que se fossem feitas de raiz!

Beijos/ A Mãe

PINTA ROXA disse...

Pois eu acho que é geral, este mês pouca coisa para casa comprei, tenho de gastar tudo o que anda nas gavetas do congelador...
bom restinho de dia, sim porque os restinhos de dia tambem se aproveitam....

Cláudia disse...

Olha também guardo bastantes coisas (caso o namorado não decida comer este mundo e o outro) e de vez e quando lá uso tudo.
Mas realmente tens razão, cebola e azeite e está feito lol =P

Bom post.

Beijocas

Maria disse...

O mês passado fiz precisamente isso esvaziei o que tinha no congelador e dispensa...!!!No meu cantinho estamos em festa de aniversário, com sorteio e novidades. Convido-te a dar um saltinho até lá.
Beijinhos
Maria



conteudovazio disse...

Também faço o mesmo! =)
Para poupar faço hamburgueres a mais, meto numa caixa e bota tudo no congelador!! É só tirar, por no mini forno (quando não deixo a descongelar) e já está! =) É a minha fast food!
Normalmente quando são sobras de almoços ou jantares, como nos dias seguintes... raramente meto para congelar.
E no poupar é que está o ganho certo? Então aqui a Aislin, tem aqui boulgur que "caducou" há dois meses, mas ainda está muito próprio para consumo!! =) (meu claro... que nos outros não arrisco).
Por isso hoje que há umas promoções de arroz e massas no dia, não comprei nada, porque sou a única a comer coisas integrais e um pacote de arroz dá-me para vários meses! Imagine-se eu a comprar trÊs!! Dava-me para dois anos! =P
Enfim...
E fazes muito bem em inventar!! Surgem sempre coisas boas!! =D

Keep on!!

Beijinhos

Ariana disse...

Tens de fazer mais post destes que assim também me dás ideias! Também tenho dessa massa congelada e ainda não estava a ver o que fazer com ela!...
Obrigada!